2ª Edição / 2008
  ISSN 1982-7245
 
 

 

 

 

 

 

   

 

2ª Edição - Abr 2008

 

Capa

 

Modelo: Tatiana Lima

Make-up: Beth Ribeiro

Agência: Models at Work

Fotografia: H.Navarro

Informações

ContatoZine é uma revista de publicações artísticas, todo seu conteúdo é de responsabilidade, exclusiva, de seus autores.

Para maiores informações, liguem para (21) 2612-3944 ou enviem uma mensagem eletrônica para: mail@contatozine.com.br

Robert Capa (1913-1954)
H.Navarro

Se tivéssemos que resumir Andrei Friedman "Robert Capa" em uma só palavra, essa seria coragem. Um homem à frente de seu tempo em idéias, ideais e atitudes. Não se prendia a conceitos ou tabus, comeu bem, se vestiu bem e bebeu bem.

Entendia de guerra como poucos. Lutou contra o autoritarismo, além das fronteiras de seu país. 

Junto com sua esposa Gerda, fundaram uma agência com “três” pessoas. Andrei Friedman, o laboratorista, Gerda como representante comercial e Robert Capa, como um rico e famoso imaginário fotógrafo americano. Não vendiam uma fotografia, à não ser  pelo valor estipulado por eles, normalmente três vezes o valor de mercado. A fraude foi descoberta logo, mas não mais importava, seu talento já havia sido reconhecido.

Junto com os amigos Henri Cartier-Bresson, David “Chim” Seymor, George Roger e William Vandivert, fundaram a agência Magnum Photos, a primeira agência de fotógrafos free-lancer do mundo.

Morreu jovem fazendo seu trabalho. Foi achado morto com a câmera em suas mãos...

 

Photo Filtre
H.Navarro

 Mais uma vez, venho trazer alternativas aos poderosos, mas muito caros, softwares de tratamento de imagens tradicionais, como o Adobe Photoshop.

Recebi alguns e-mails, de defensores fanáticos do Adobe Photoshop, quase me crucificando, como se eu estivesse falando mal do Photoshop.

Pessoal, sou fã de carteirinha como muito de vocês, mas não dá para ter uma licença para cada máquina em meu estúdio e, ao mesmo tempo, não vou usar software pirata. Qual a solução então? Softwares Livres. 

Existem muitos softwares mal-desenvolvidos, tanto Free, quanto pagos. Testo alguns e às vezes funcionam. Esses eu vou mostrar aqui, para termos uma saída aos altos custos dos softwares "famosos".

Photo Filtre, pode ser baixado de graça na internet. Faz quase tudo que o Adobe Photoshop faz, algumas diferenças no layout e no trato com as imagens, no mais, os comandos são muito parecidos e chamo a atenção para a ferramenta Clone, que achei muito boa.

 Se desejarem tirar alguma dúvida sobre o programa, me enviem uma mensagem eletrônica  para navarro@contatozine.com.br, que responderei sempre que possível.

Link para baixar o Photofiltre

 

As Pipas e sua importância científica
Washington Dreux

Alguns estudiosos, estão testando a hipótese de que as pirâmides tenham sido construídas com auxílio de pipas. Estas, através de roldanas, ajudariam a levantar e posicionar as pesadíssimas pedras nos seus lugares. O mesmo se daria com os imensos menires e monólitos da Europa (como Stonhegen, na Inglaterra).

Se parece uma teoria absurda e louca, lembrem-se que navios a vela, de peso infinitamente maior, atravessaram (e ainda atravessam...) os mares, impelidos pelo vento capturado por "pipas fixas": as velas!

O inglês Roger Bacon, no ano de 1250, escreveu um longo estudo sobre as asas acionadas por pedais, tendo como base experiências realizadas com pipas. O gênio italiano Leonardo Da Vinci, em 1496, fez projetos teóricos com nada menos que 150 máquinas voadoras, também baseados na potencialidade das pipas.

No século 18, época das grandes descobertas, o brasileiro Bartolomeu de Gusmão mostrou os projetos de sua aeronave Passarola ao rei de Portugal, graças a estudos conseguidos através das pipas.

Em 1749, na Grã Bretanha, Alexandre Wilson empinou um série de seis pipas presas em uma mesma linha (trem), cada qual carregando um termômetro, conseguindo determinar as variações de temperatura, em função das diferentes altitudes.

Em 1752 uma experiência de Benjamim Franklin demonstrou definitivamente a importância das pipas na história da Ciência. Prendendo uma chave ao fio da pipa, ele empinou num dia de tempestade. Acontece que a eletricidade das nuvens foi captada pela chave e pelo fio molhado, descobrindo assim o para-raio.

George Cayley, em 1809, realizou, através das pipas, o primeiro pouso acontecido na História, experiência com fundamentos aeronáuticos que mais tarde seria utilizado pela NASA através do engenheiro americano Francis M. Rogallo com as naves Apolo, que criou assim os pára-quedas ascensionais (parawings), que permitem ainda hoje um perfeito controle ao retorno à terra das cápsulas espaciais.

Foi através das pipas que o grande Santos Dumont conseguiu voar no famoso 14 Bis que, no final das contas não deixa de ser uma sofisticada pipa com motor.

Em 1894, B.F.S. Baden Pawell o irmão mais novo de Baden Pawell, o fundador do escotismo, elevou-se três metros do chão por um trem de quarto pipas hexagonais com 11 metros de envergadura cada, tornando-se o primeiro homem erguido do chão com auxílio de pipas, fato que mais tarde seria repetido em escala militar por exército durante a 1a Grande Guerra Mundial.

Em 12 de dezembro de 1921, Marconi utilizou pipas para fazer experiências com a transmissão de radio, teste que, mais tarde, seriam utilizados por Graham Bell em seu invento, o telefone.

 

Um ex, 10 dvds e muita pipoca."
Aimee Rocha

Ponto Final. E a próxima página é choro. Chorar copiosamente, alugar 10 dvd’s, tomar banho quente, cama e edredom, e um espaço vazio, um buraco negro que ele ocupava. Chorar copiosamente. Nos filmes de romances chorar e soluçar dês do primeiro olhar dos protagonistas da trama.Existe quase uma questão sobre qual é o maior volume de água se o dos meus olhos ou do temporal lá fora.

Já tem semanas que acabou, e você até achou que tinha conseguido superar, rolou com aquele cara, que você já esteve afim, mas não se compara. Teve um outro também que não sai do seu pé, mas não se compara. Chorar copiosamente. A dor é física, não só moral ou emocional, dói. É como dor de dente, incessante, e com uma sensação de infinita.

Infinita é uma palavra vazia para dimensionar a eternidade que você espera cruzar. Adimensional. Chorar copiosamente. Quando está tudo colorido acontece algo que se te torna daltônica. Daltônica não! Cega. Porque não importa se tudo acontece, pra você nada acontece. Cega. Chorar copiosamente.

Existe uma substituta e você tem ciência disso, existe alguém que nunca sumiu, estava sempre por ali dando sinais vitais da sua existência. Suas amigas falam que ela não se compara a você, e no fundo você sabe disso, o problema é que ele não concorda com ninguém. E se concorda, esconde bem.

Porque eles não querem ser fracos, porque eles seguem em frente, porque pra eles não tem quarentena ou então não parece ter. Porque não importa quem falou a última palavra, sofre quem viveu e como ele não sofre, a verdade é que parece não ter vivido, sentido, amado, ouvido, vivido. Chorar copiosamente.

Depois de algumas horas de reflexão você percebe que isso tudo vai passar, sempre passa. Que você vai ficar bem, todos ficam. Que existirão outros, sempre existiram. Parece que até fará sol amanhã, e você verá colorido, e aquele carinha de quem você sempre esteve afim? Claro que vai rolar! Pelo menos até o dia que você não voltar a perceber o buraco negro, o vazio e a solidão. Para ai então... Chorar copiosamente.

 

Para ler e pensar
Washington Dreux

Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança, E começa a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas. E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.

Depois de um certo tempo você aprende que o sol queima se você ficar exposto por um certo tempo. E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso.

 Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que se levam anos para se construir confiança e apenas segundos para destruí-las e que você pode fazer coisa em um instante, das quais se arrependerá pelo resto da vida.

Aprende que verdadeiras amizades continuam crescer mesmo a longas distâncias. E que o importante não é o que você tem na vida mais quem você tem na vida. E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher.

Aprende que não temos que mudar de amigos se compreendermos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as  pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a última vez que as vejamos.

 Aprende que as circunstâncias e os ambientes têm influências sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos. Começa a aprender que não comparar com os outros, mais com o melhor que se pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que se quer ser, e que o tempo é curto.

 Aprende que não importa aonde já chegou, mas onde está indo.

Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e que ser flexível não  significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados.

Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências.

Aprende que paciência requer muita prática. Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute quando você cai é umas das poucas que o ajudam a levantar- se.

Aprende que há mais de seus pais em você do que você supunha. Aprende que quando está com raiva tem todo o direito de estar com raiva, mais isso não te dá o direito de ser cruel.

Descobre que só porque alguém não  o ama do jeito que você quer que ame, não significa que esse alguém não o ama com todo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mais simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso.

Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se.

Aprende que com a mesma severidade com que julga, também  em algum momento será condenado.

Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte.

 Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás. Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores.

E você aprende que realmente pode suportar, que é realmente forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida!

“NOSSAS DÁDIVAS SÃO TRAIDORAS E NOS FAZEM PERDER O BEM QUE PODERÍAMOS   CONQUISTAR, SE NÃO FOSSE O MEDO DE TENTAR.”    (William Shakespeare)

 

Torta de Sorvete
Beth Ribeiro

Ingredientes:
1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite (sem soro)
1 lata de leite
4 ovos
8 colheres de açúcar

modo de preparo:
1º passo - levar ao fogo: o leite condensado, o creme de leite sem soro, o
leite e 4 gemas batidas. Mexa sem parar até engrossar e tomar a consistência de mingau. Apague o fogo e reserve.

2º passo - bater as 4 claras em ponto de neve. Quando chegarem ao ponto de
neve acrescente as 8 colheres de açúcar, uma a uma sem parar de bater (use
de preferência em uma batedeira).

3º passo - misture o creme e as claras até que fique uma mistura homogênea, toda da mesma cor.
Coloque em uma forma de pudim e leve ao congelador por no mínimo 12 horas.
Desenforme e sirva.

 

 

Medicina Preventiva Auxilia na Prevenção de Doenças e Envelhecimento Saudável
Sheila Fonseca

 

A Medicina Preventiva é a parte da Medicina que se encarrega de propor medidas que promovam a saúde e a prevenção de doenças. Dessa maneira essa modalidade médica leva em conta os fatores, mecanismos e condições que desencadeiam as doenças e queda na qualidade de vida nas populações em determinado local e época, através de estudos médicos, estatística, demografia, ciências sociais, humanas e epidemiologia, de forma a que se permita chegar a uma conclusão de como pode se criar hábitos adequados à prevenção daquelas patologias.

 Segundo a Organização Mundial de Saúde no ano 2000 havia no mundo 600 milhões de pessoas com 60 anos ou mais, número que deverá dobrar até 2025 e atingir 2 bilhões em 2050. Porém, no modelo atual de envelhecimento, as limitações funcionais e complicações no quadro geral de saúde vêm se demonstrando através de estudos crescente, principalmente entre os muito idosos 80 anos ou mais. Desta forma, a medicina preventiva tem como principal objetivo a promoção do envelhecimento saudável, que até algumas décadas atrás era entendida simplesmente como a inexistência de doenças.

O aumento da expectativa de vida verificado nas últimas décadas só poderá ser entendido como avanço social se for acompanhado da manutenção das condições gerais de saúde, autonomia, lucidez e independência, inclusive nas idades mais avançadas. Nenhuma faixa etária vem demonstrando crescimento tão grande em estudos como a dos idosos. Além disso, constatou-se, no mesmo período, um crescimento ainda maior dos muito idosos. Das atuais 69 milhões de pessoas com 80 anos ou mais, passaremos para cerca de 377 milhões em 2050 - fenômeno esse conhecido como "retangularização da pirâmide populacional", que já vem sendo observada em muitos países de primeiro mundo, como a França por exemplo.

 Daí a importância de se cultivar hábitos saudáveis que permitam esse envelhecimento com qualidade e sem ocorrência de patologias graves. O maior objetivo da Medicina Preventiva nos dias atuais não é aumentar o número de anos do idoso com enfermidades, mas sim permitir que um número de pessoas possa atingir a maior expectativa de vida possível com o mínimo de incapacidades. Aqui nessa Coluna voltaremos a esse tema mostrando os últimos avanços divulgados nessa modalidade médica e dicas úteis ao leitor.

 

História da Fotografia
H.Navarro

Desde a antiguidade, o homem busca meios de registrar seus feitos e suas memórias. Seja pela pintura, escultura ou escrita. Não se tem a exata noção da época que realmente foi criada a fotografia, visto que foram sucessivas descobertas, por diferentes pessoas. No final do século 19, os processos foram unificados e surgiu a primeira imagem fotográfica.

Cronologia

A fotografia foi descoberta em partes. A primeira delas foi a câmara escura. Uma caixa, vedada da luz com um orifício numa das extremidades apontando para o objeto que se pretende registrar, onde este, iluminado por alguma fonte de luz, aparece invertido na extremidade oposta ao do orifício.  

Ninguém sabe ao certo onde foi inventada. Há indícios de cômodos fechados que projetam imagens para seu interior, desde a Grécia antiga, China, Povos Árabes entre outros. A câmara escura foi muito utilizada no período da Renascença para estudos com pinturas.

De nada adiantava a câmara escura, se a imagem não era impressa, e permitia somente ser pintada ou desenhada à mão sobre ela.

 

Dicas de Beleza

Beth Ribeiro

MAKE-UP – TENDÊNCIAS DA ESTAÇÃO

Há algum tempo atrás era bastante comum as mulheres não usarem maquiagem no seu dia-a-dia, além é claro, do bom e velho batom. Mas esse tempo ficou literalmente no passado e hoje, mesmo quando é pra ficar com um aspecto bem natural e leve, recorremos à ela (que se tornou a melhor amiga das mulheres): a maquiagem, nossa protagonista do mês!

A cada dia o mundo se torna mais exigente quando se fala de beleza e estética, e quem ganha com isso somos nós consumidores. Ganhamos qualidade, diversidade e preço. Existem produtos para todos os gostos e bolsos, por isso não há desculpa pra você ficar de fora dessa! Transforme-se todos os dias, seja cada vez mais bela e conseqüentemente, mais confiante. Esse mês a ContatoZine traz dicas importantes pra você não errar na temporada outono / inverno e estar sempre up-to-date. Dá só uma olhada:

Make-Up para o dia:

Durante o dia, seja para trabalhar, ir ao shopping, ao cinema ou passear, aposte num make leve e descontraído, como o que vamos mostrar abaixo. Para ficar com esse look você vai precisar de: base líquida (mesmo no inverno dê preferência às que possuem filtro solar), corretivo, pó compacto, rímel, blush, delineador para lábios, batom cor de boca e gloss.

É muito importante em primeiro lugar saber escolher sua maquiagem. O ideal é que na hora da compra você teste os produtos no rosto, e não na mão ou no braço como costumamos fazer. O produto deve ter exatamente o tom da sua pele para que você não fique com o rosto esbranquiçado. Lembre-se: a idéia é corrigir as imperfeições e uniformizar a pele deixando-a com aspecto natural e saudável e não criar um look artificial. Veja agora o passo a passo:

Make-up para a noite:

À noite o seu make deve ser sedutor e ao mesmo tempo chique e elegante. Essa ar sedutor está no olhar, por isso os olhos delineados e esfumados estão em alta!

A pele é feita da mesma maneira que fizemos na maquiagem para o dia: base, corretivo, pó e blush. A boca pode ser neutra mas também podemos abusar do vermelho, que é outro hit da estação e é sempre muito chique, mas vale lembrar que se o olho estiver mais marcado e com sombras mais escuras devemos deixar a boca neutra. Se você tem lábios finos e pequenos vale mais a pena valorizar os olhos. Tons vermelhos ficam melhores em bocas maiores e lábios mais carnudos, pois sua tendência é diminuir os lábios.

Passo-a-passo para a noite:

1 - Aplicar o delineador é muito mais simples do que você pode imaginar: basta você erguer o queixo, olhar para baixo e com a mão bem firme fazer um traço rente aos cílios superiores, começando fino na parte interna dos olhos e engrossando ao chegar na parte externa.

2 - Para um efeito esfumado use uma sombra de tom escuro (verde musgo, marrom, preto etc) no canto externo dos olhos marcando como se fosse uma letra V deitada: <. Depois aplique um outro tom de sombra no restante da pálpebra, fazendo com que esse tom se encontre com o canto que está esfumado e vá morrendo, para que não fique marcado ou aparecendo a divisão. Os dois tons devem se encontrar harmoniosamente.  

3 - Aplique o iluminador abaixo das sobrancelhas.

Agora aplique o rímel, o curvex e mais umas duas generosas camadas de rímel.

Passo-a-passo para o dia:

1 - Primeiro você deve aplicar a base (quanto mais fluída, melhor) com um pincel ou uma esponja para make-up por todo o rosto espalhando de maneira uniforme.

2 - Em seguida passe o corretivo (também com pincel) nas partes do rosto em que houverem manchas, acne e olheiras, até que essas imperfeições sejam camufladas.

3 - Para finalizar a preparação da pele aplique o pó compacto (ele ajuda a tirar o brilho da pele e esconde a oleosidade).

4 - Agora aplique uma generosa camada de rímel. Se tiver curvex use-o e se não tiver compre imediatamente! Após o uso do curvex aplique uma nova camada de rímel.

5 - Agora é a vez do blush: o tom rosado é a grande estrela da estação, por isso esqueça os tons bronzeados. Deve ser aplicado suavemente só pra dar um ar de saúde nas maçãs do rosto (a parte que fica em evidência quando você sorri).

6 - Passe agora um delineador contornando o desenho dos lábios (dê preferência a um delineador cor de boca). Aplique um batom também cor de boca e finalize com um gloss, que pode ser transparente ou num tom rosado bem suave. Pronto! Em dez minutos você está pronta para arrasar!

Pronto! Viu como é fácil se maquiar? Quanto mais você praticar melhor vai ficar. Teste cores, faça novas experiências e se precisar de ajuda é só escrever pra gente!

Um grande beijo a todos e até a próxima edição, que virá recheada de dicas quentíssimas para você estar sempre bonita!

Perguntas e dúvidas através do e-mail info@bethribeiro.com. Contamos com a participação de todos! Mandem suas dicas, dúvidas e sugestões.

 

 

Macrofotografia Alternativa
H.Navarro

Todo fotógrafo, iniciante ou experiente, já se enveredou, alguma vez, no pequenino mundo da “macrofotografia”. A experiência é realmente fascinante. Conseguir identificar cores, texturas, formas ou detalhes, antes desconhecidos ou ignorados, agora revelados pelas poderosas e caras lentes macro.

Nem todos os amantes dessa arte têm recurso recursos suficiente para adquirir um equipamento completo para Macro. Mas existem maneiras alternativas para começar a fazer excelentes fotos.

Uma opção interessante, mas um pouco mais difícil de se usar, é a inversão da objetiva. Em máquinas SLR, retira-se a objetiva do corpo, vire-a ao contrário e faça suas fotos. As imagens geradas, dependendo de sua objetiva, são muito melhore que as geradas com o filtro close-up, até porque não há nada além de sua própria objetiva para registrar a imagem. O chato é ter que segurar a objetiva, o corpo e às vezes o flash e ainda ter que encontrar o foco, afastando ou aproximando a máquina. Existem anéis especiais, encontrados, com relativa facilidade,  nas casas especializadas em equipamento fotográfico. Tome muito cuidado com o “flare” e quanto mais aberto o ângulo da objetiva maior o aumento proporcionado e vice-versa. 

A primeira e, sem dúvidas, a mais barata saída, são os filtros close-up. São práticos, rápidos e com um pequeno investimento, já dá para começar a ver algum resultado. Eles são muito versáteis e possuem diversos aumentos, você aumenta mais ou menos um objeto, trocando os filtros ou somando alguns deles. O grande problema, são as distorções causadas  nas extremidades da fotografia, e em alguns casos, a má qualidade das lentes, causam uma aberração da imagem.

Filtros close-up, nada mais são que lentes de aumento que se encaixam na objetiva de sua máquina fotográfica.

    

 

Clique na foto para ver o ensaio

 

Paulo Salerno

"A entrega é total .

Em busca do tesouro  entrega-se ao puro  ouro das manhãs imemoriais.

A poesia se decompõe em oração

O sublime se faz presente

De presente... sacrifica sua beleza

Aos deuses da natureza.

Tendo o corpo banhado

               em mel e luz."

   Dalberto Gomes.

Clique na figura para ver o ensaio

 

Luiz Aguiar

 

Jovem fotógrafo paranaense, nascido em Bandeirantes, na região norte do estado, com 27 anos, atualmente mora na capital paulista, onde reside e trabalha desde 2004. Autodidata, começou estudar fotografia por conta própria, através de livros,fóruns de fotografia, depois fez cursos de especialização em escolas como, Senac, Fullframe, Danilo Russo dentre outros. Vem fazendo trabalhos artísticos por conta em projeto pessoais e trabalhos profissionais pontuais.

Um dos vencedores do concurso fotográfico "Cores da sua cidade" do jornal internacional Metro, também finalista na fase mundial do mesmo em 2007.

 

Descrição

 

Projeto criado por mim com o título de "Projeto Corpo e Luz", inspirado em apresentar de forma sutil, poética e sensual as formas e volumes da exuberância beleza do corpo feminino. O contexto exigia uma disposição diferente da luz, de maneira a moldar e ressaltar as formas e volumes. Ao mesmo tempo, a proposta era deixar transparecer todo a sensualidade feminina, preservando completamente o estado artístico em que o ensaio se propunha.

Fazer as sobras tornearem as curvas do corpo feminino deu um certo trabalho, muitos testes e ajustes foram feitos para se chegar ao resultado esperado.

Algumas imagens me supreenderam com o resultado atingido, mesmo moldando tudo para atingir uma meta, algumas sairam além do esperado e com certeza me mostraram ainda mais possibilidades para trabalhar a luz. Una-se a isso a leveza de espírito, sensualidade a extremo profissionalismo da modelo, tive resultados maravilhosos e que espero compartilhar com todos amantes da arte da fotografia.

 Ficha Técnica:

Modelo: Paula Ferrer

Clique na figura para ver o ensaio

 

Nuno Sousa

Fotógrafo português nascido em Coimbra em 1981. Vive e trabalha em Lisboa desde 1999. Atualmente terminando mestrado em Cinema e Televisão em Ciências da Comunicação. Desenvolve vários projetos em película - fotografia e cinema: super 8. Escreve para o magazine cultural Le Cool - edição de Lisboa: www.lecool.com

É coordenador técnico do laboratório de fotografia da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Participa e participou em vários eventos ligados à fotografia e vídeo incluindo mostras e festivais de arte e exposições. Para ver mais trabalhos em película a preto e branco consultar a página

 

Descrição

 

A RAQUEL foi o ínicio de tudo. Estava fazendo ensaios para um festival de fotografia em Arles (FEPN), na França. Foi uma modelo caída do céu.

DOMINATION: DIVA + TANGO:  Fui convidado a fazer uma exposição na FIL (Feira Internacional de Lisboa) por ocasião do 2º Salão Erótico por um grupo BDSM. Esta foto pertence a essa série designada de DOMINATION: DIVA + TANGO. A idéia era mostrar duas situações diferentes de relações de poder: uma em que a mulher domina (DIVA), outra em que ela é dominada (TANGO). Duas fotos da série acabaram por ser publicadas numa revista de Arte e Literatura bilíngüe (espanhol-inglês) com o título de TERRA INCOGNITA (em distribuição pelos Estados Unidos e comunidades

Representava todo o meu imaginário fotográfico francês relativamente ao nu: bela, delicada, de formas graciosas e tez celestial. Consegui fotografá-la num dos lugares mais emblemáticos da cidade de Lisboa, onde a luz é abundante.

Tudo o que um fotógrafo precisa.

hispânicas).

Por causa desta foto também já houve quem me chamasse LaChapelle do preto e branco.  

 ILUMINADOS: faz parte de um projeto que começou com uma 1ª série inspirada no meu imaginário cinematográfico e posteriormente na pintura renascentista, pegando nalgumas figuras religiosas e trabalhando sobre alguns conceitos. Essa foto foi resultado de uma experiência que resultou de um acaso. Há quem ache que faz lembrar os frescos da Capela Sistina. O que me deixa orgulhoso.   MÁRTIR foi a primeira foto a surgir da 2ª série do projeto ILUMINADOS.

Havia algo na foto de divino e humano. Talvez pelo meu interesse especial em jogar com a luz e sombras tal como Caravaggio no seu característico chiaroescuro*. Um dia, passeava pelo Museu de Arte Antiga e via uma série de obras sobre mártires e achei que faria todo sentido jogar com esse conceito de sofrimento e com as expressões que podem trazer várias leituras – uma espécie de efeito kuleshov*.

Clique na figura para ver o ensaio

 

Colaboraram com esta edição

Claudia Almeida, Caroline Tavares, Sheila Fonseca, Marcia Gumiel, Washington Dreux, Aimme Rocha, Beth Ribeiro, Tatiana Lima,  Simone Monteiro, Arielen Lefay, Luiz Aguiar, Paulo Salerno, Dalberto Gomes e Nuno Sousa.

 
 
Início | Matérias | Técnicas | Mural | Ensaio | Concurso | Eventos | Parceiros | Contato
© Copyright 2007 - ContatoZine